terça-feira, 27 de março de 2012

atividades parra trabalhar Lateralidade.

Atividades para trabalhar lateralidade Olá queridos amigos, saibam ter vocês todos os dias aqui comigo me torna especial e me faz ser uma pessoa melhor. Bom, essa semana postei para vocês uma matéria sobre a psicomotricidade infantil. Esse tema para mim é fascinante! Trabalhar a lateralidade das crianças se fundamenta em brincar com jogos de regras que envolvam direita, esquerda, para cima, para baixo, para frente e para trás. Mas podemos também desenvolver a lateralidade das crianças a partir de atividades de observação e percepção, talvez algum de vocês pensem... - Mas qual a criança que não brinca assim? Mas, desenvolver essas atividades no período certo é que está a resposta para tal questão, e qual a idade certa? Bom, não posso dizer a idade, pois cada criança tem um tempo único para o seu desenvolvimento, mas a melhor "fase" é antes de sua alfabetização, ou seja, na educação infantil! Agora vamos para tcham tcham tcham tcham! A criança que domina sua lateralidade terá mais facilidade na escrita, terá mais facilidade em reconhecer as letras b, d, a, e, b, p, m, n, w, v. (Observou como elas são parecidas?) Portanto querido professores e educadores, vamos abusar das atividades com movimentos e regras, isso torna as crianças mais atentas e disciplinadas, mas cuidado com jogos de ganha e perde, isso pode trazer frustrações para as criança. Uf, falei demais, mas tenho certeza que alguém tirou desse texto coisas úteis para seu aluno ou para seu filho. Abaixo postei 5 modelos de atividades que trabalham lateralidade, fica para vocês mais uma odeias para primeira semana de aula! Beijos! Ah, essas e outras atividades estarão no cd nº 3, mas isso só ano que vem (2012)! Abraços! Você também poderá gostar de: Elementos básicos da psicomotricidade. Psicomotricidade Infantil Atividades motoras Brincando no parque Elementos básicos da psicomotricidade. Bom, posso dizer a vocês que este tema me encanta! A psicomotricidade, uma palavra que se parece difícil na pronuncia mais que na verdade é a junção da afetividade+desenvolvimento motor + desenvolvimento cognitivo (raciocínio). É à base da educação e o desenvolvimento da criança. Todo o bom professor sabe que os estímulos do movimento da criança aliado ao afeto é a certeza que se vai construir uma base sólida de desenvolvimento integral da criança para toda a vida, por isso que não tem como desvincular educação infantil do coração e para quem gosta dessa área sabe-se que o amor é à base de tudo. Abaixo coloquei para vocês um texto que explica a base da psicomotricidade na educação infantil, leiam que pode auxiliá-los no desenvolvimento das atividades em sala de aula. Elementos básicos da psicomotricidade. A psicomotricidade é uma técnica que procura destacar a relação existente entre a motricidade, a mente e a afetividade facilitando a abordagem global da criança. 1. Esquema corporal. Ao conhecimento intuitivo, imediato, que a criança tem do próprio corpo, capaz de gerar nela as possibilidades de atuar sobre as partes do seu corpo, sobre o mundo exterior e sobre os objetos que a cercam denomina-se esquema corporal. A própria criança percebe-se e percebe os seres e as coisas que a cercam, Em função de sua pessoa. Sua personalidade se desenvolverá graças a uma progressiva tomada de consciência de seu corpo, de seu ser, de suas possibilidades de agir e de transforma o mundo á sua volta. A criança se sentira bem á medida que seu corpo lhe obedece, que o conhece bem, que pode utilizá-lo não somente para movimentar-se, mas também para agir. 2. Coordenação dinâmica geral. É constituída de exercícios de equilíbrio, que é a base essencial da coordenação dinâmica geral. Os exercícios de equilíbrio têm como finalidade melhorar o comando nervoso, A precisão motora e o controle global do deslocamento, do corpo no tempo e no espaço. 3. Coordenação visomotora. Os exercícios de coordenação visomotora têm como finalidade o domínio de campo visual, associado à motricidade fina das mãos, dois elementos básicos para o grafismo. São exercícios extremamente atraentes á criança, pois são apresentados em forma de jogos de bola. Onde a destreza, o controle muscular (força) e a leveza manual solicitada pelo grafismo. 4. A lateralidade Durante o crescimento, naturalmente se define o domínio lateral na criança: será mais forte, mais ágil do lado direito ou esquerdo. A lateralidade Corresponde a dedos neurológicos, mas também é influencia por certos hábitos sociais. Não devemos confundir lateralidade (domínio de lado em relação ao outro, em termos de força e da precisão) e conhecimento “esquerdo-direito’’(domínio dos termos esquerdo” e direito”). O conhecimento “esquerdo-direito” decorre da nação de domínio lateral. É a generalizão da percepção do eixo corporal, de tudo o que cerca a criança: esse conhecimento será mais facilmente aprendido quanto mais acentuado e homogêneo for à lateralidade da criança. Como efeitos, se a criança percebe que trabalha naturalmente com aquela mão guardará sem dificuldades que “aquela mão” é à esquerda ou à direita. Caso haja hesitação na escolha da mão, a noção de “esquerdo-direitos’’ não poderá firma-se com segurança. “Da mesma forma, em caso de lateralidade cruzada, a criança confundirá facilmente os termos “esquerdos” e direitos”. Por ser ora forte do lado direito (por exemplo, o pé), ora mais forte do lado esquerdo (a mão). O conhecimento estável de esquerda e de direita só é possível aos 5 ou 6 anos, e a reversibilidade (possibilidade de reconhecer a mão direita ou a mão esquerda de uma pessoa a sua frente) não pode ser abordada antes dos 6 anos.6 anos e meio, de fato, esse estudo procede os de simetria em orientação especial. 5. Organização e estrutura especial. È a orientação, a estruturação do mundo exterior referindo-se primeiro ao seu referencial, depois a outros objetos ou pessoas em posição estática ou em movimento. A estrutura espacial significa: *A tomada de consciência da situação de seu próprio corpo no meio ambiente, isto é, de lugar e da orientação que pode ter em relação as pessoas e coisas : *A tomada de consciência da situação das coisas entre si ; *A possibilidade de organiza-se perante o mundo, que a cerca, de organização as coisas entre si, de colocá-las em um lugar, de movimentá-las. A todo instante, a criança encontra-se em um espaço bem precioso, onde lhe é solicitada: *Que se situe (está sentada em uma cadeira, diante de uma mesa): *Que situe um objeto em relação ao outro(a vasilha de tinta encontra-se ao lado de sua folha, o pincel está dentro da vasilha de tintas): *Que se organize em função do espaço de que dispõe (espontaneamente a criança desenha um sol no canto superior da folha, uma casa no meio e uma árvore á direita da casa); *A estruturação especial, portanto, é parte integrante de nossa vida; alias, é difícil dissociar os três elementos fundamentais da psicomotricidade corpo, espaço tempo e, quando operamos com toda dissociação, limitamo-nos a um aspecto bem preciso e restrito da realidade. Atividades motoras Atividades Psicomotoras Está relacionada ao processo de maturação, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto. Psicomotricidade, portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito cuja ação é resultante de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização. Fonte: http://www.psicomotricidade.com.br/apsicomotricidade.htm Na Educação Infantil é fundamental que o educador trabalhe o psicomotor das crianças com atividades relacionadas a educação física, e de forma lúdica. as crianças que tem oportunidade de viver experiências psicomotoras aprendem e desenvolvem as escrita com mais facilidade, tem menos problemas de relacionamento e se mostram mais dispostas a interação e adaptação . É importante também que o educador conhecer as fases de desenvolvimento da criança para aplicar as atividades de acordo com a idade e o seu nível de aprendizagem. Para vocês vou dar um exemplo de uma atividade física que envolve habilidades psicomotoras: Tema: Seguindo os passos Idade: Sem restrições Objetivo Geral: - Desenvolver a lateralidade Objetivos específicos: - Estimular o equilíbrio da criança; - Desenvolver habilidades lateralidade, esquerda, direita, frente e traz; - Criar ambiente de participação, interação e socialização entre os colegas; Materiais Utilizados: Aparelho de Som (música de qualquer ritmo) Figura do pé direito e esquerdo para ser pisado mediante a disposição em sala de aula. Procedimentos: A professora irá colocar de forma sincronizada os desenhos dos pés direitos e esquerdo, de modo que ao som da música a criança tente acompanhar o ritmo pisando de forma correta os seus pés nas figuras pré disposta na sala ou pátio. A criança poderá ser auxiliada pelo professor ou por outra criança durante o trajeto. Caso a professora prefere ela poderá fazer as marcações dos pés com tinta guache. Psicomotricidade Infantil Nos movimentos da criança se articula toda sua afetividade, desejos e suas possibilidades de comunicação. O que é psicomotricidade? Sua definição ainda está em formação, já que à medida que avança e é aplicada, vai-se estendendo a distintos e variados campos. No princípio, a psicomotricidade era utilizada apenas na correção de alguma debilidade, dificuldade, ou deficiência. Hoje, vai mais longe: a psicomotricidade ocupa um lugar importante na educação infantil, sobretudo na primeira infância, em razão de que se reconhece que existe uma grande interdependência entre os desenvolvimentos motores, afetivos e intelectuais. A psicomotricidade é a ação do sistema nervoso central que cria uma consciência no ser humano sobre os movimentos que realiza através dos padrões motores, como a velocidade, o espaço e o tempo. Movimento e atividade psíquica O termo psicomotricidade se divide em duas partes: a motriz e o psiquismo, que constituem o processo de desenvolvimento integral da pessoa. A palavra motriz se refere ao movimento, enquanto o psico determina a atividade psíquica em duas fases: a sócio-afetiva e cognitiva. Em outras palavras, o que se quer dizer é que na ação da criança se articula toda sua afetividade, todos seus desejos, mas também todas suas possibilidades de comunicação e conceituação. A teoria de Piaget afirma que a inteligência se constrói a partir da atividade motriz das crianças. Nos primeiros anos de vida, até os sete anos, aproximadamente, a educação da criança é psicomotriz. Tudo, o conhecimento e a aprendizagem, centram-se na ação da criança sobre o meio, os demais e as experiências através de sua ação e movimento. Estimulação e reeducação Através da psicomotricidade pode-se estimular e reeducar os movimentos da criança. A estimulação psicomotriz educacional se dirige a indivíduos sãos, através de um trabalho orientado à atividade motriz e as brincadeiras. Na reeducação psicomotriz se trabalha com indivíduos que apresentam alguma deficiência, transtornos ou atrasos no desenvolvimento. Tratam-se corporalmente mediante uma intervenção clínica realizada por um pessoal especializado. Princípios e metas da psicomotricidade infantil A psicomotricidade, como estimulação aos movimentos da criança, tem como meta: - Motivar a capacidade sensitiva através das sensações e relações entre o corpo e o exterior (o outro e as coisas). - Cultivar a capacidade perceptiva através do conhecimento dos movimentos e da resposta corporal. - Organizar a capacidade dos movimentos representados ou expressos através de sinais, símbolos, e da utilização de objetos reais e imaginários. - Fazer com que as crianças possam descobrir e expressar suas capacidades, através da ação criativa e da expressão da emoção. - Ampliar e valorizar a identidade própria e a auto-estima dentro da pluralidade grupal. - Criar segurança e expressar-se através de diversas formas como um ser valioso, único e exclusivo. - Criar uma consciência e um respeito à presença e ao espaço dos demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário